"Meu Deus, me dá cinco anos. Me cura de ser grande!" (Adélia Prado)

14 abril 2006

Suíte nº 1

Sempre que ouço o prelúdio da Suíte nº 1 de Bach sinto algo no meu mundo interior mudar. A peça barroca, que faz parte de um conjunto de 6 suítes para violoncelo compostas em 1720 não pode solicitar nenhuma outra coisa de quem a ouve, a não ser a mais absoluta entrega. Trata-se, a meu ver (quem me vê falando assim até pensa que entendo de música...) de uma melodia profundamente emocional que inspira uma expressão altamente pessoal. Talvez por isso gosto de ouvi-la à noite, em minhas madrugadas de insônia quando a cidade se esconde sob o véu do silêncio. É como se numa sutil hipnose, os movimentos sonoros e contínuos fossem me conduzindo a um estado de harmonia perfeita.
Nela, minha alma repousa tranqüila e serena. É nela que quero ficar pra sempre.