"Meu Deus, me dá cinco anos. Me cura de ser grande!" (Adélia Prado)

14 fevereiro 2006

Terceira e única!

Em toda a minha existência eu só conheci três Jaciaras: A primeira vive na minha cidadezinha natal e é por natureza uma moça desenxabida e sem graça. A segunda, pra ser sincero, eu não conheço assim de conversar. Só de vista. Parece gente boa! Não sei ao certo e por isso não posso dizer muito a respeito. E a terceira é, por excelência, a Jaciara das Jaciaras - perdoem-me as outras que porventura lerem este texto – mas a Jaciara número 3 é única.
Explico o porquê:
1. Que outra Jaciara fala com a mesma propriedade dos conflitos do Oriente Médio e de tudo o que acontece no Big Brother Brasil?
2. Que outra Jaciara se veste como bem entende sem se importar com convenções ou opiniões alheias quando na verdade o que importa mesmo é o frio danado que sente a ponto de vestir blazer preto com cachecol colorido em festa junina?
3. Que outra Jaciara carrega na bolsa, que cabe de tudo, remédios pra todas as doenças que ela pensa que tem e baralhos e livros místicos de bruxarias que ela pensa que faz?
4. Que outra Jaciara se dá ao trabalho de prestar atenção nas letras da Banda Calypso para depois citá-las e ao mesmo tempo te indicar livros do Moacir Scliar?
5. Que outra Jaciara gosta das mesmas músicas e tem os mesmos T.O.C’s que eu?
Não, não há outra Jaciara igual. Isso eu só percebi um tempo depois de conhecê-la (comigo isso é uma constante). Figura fácil nos eventos da CAJU, ela sempre vive rodeada de muita gente. Ela consegue a proeza de ter a confiança de todos/as porque com suas pseudobruxarias sabe do destino de todo mundo. Inclusive o meu. Já leu minha mão, descobriu meu número da sorte, jogou tarô e pelo meu tipo sanguíneo soube me definir Tim-tim por Tim-tim. Somos amigos daqueles que quando se vêem tem mil assuntos pra colocar em dia mesmo tendo se visto no dia anterior.
Nossas diferenças de personalidade revelam o quanto temos almas semelhantes. Nossa amizade é tão gostosa que as pessoas que nos cercam vivem morrendo de vontade de provar desse delicioso sentimento de cumplicidade.
A gente até poderia deixar né Jaciara? Mas não fazemos questão.
Morram de inveja! Rssssss....

3 Comments:

Anonymous Flamarion said...

Só Você pra falar da Jaciara com tanta propriedade!
Não tenho inveja de você. Ela é tão especial e tão "bruxa", que nos faz sentir sempre grandes e melhores amigos.
Uma das primeiras pessoas que poderia encontrar no céu(se eu for, ou se lá existir) vai ser ela. Pois tem um coração de criança.
Jaça, você é demais!

quarta-feira, 15 fevereiro, 2006

 
Blogger Hugo Leonnardo said...

Essa é a Jacy! Tudo isso que vc diz e mais um pouco pra cada um e cada uma de nós que conhecemos ela. Eu tenho o prazer de ser amigo de viagem. Nunca foi tão empolgante viajar. Mil e uma surpresas. Principalmente quando ela faz as honras de nos apresentar ao lugar. Consegue saber cada detalhe que agente fica de boca aberta. Um bjo pra ela e pra vc.

quinta-feira, 16 fevereiro, 2006

 
Anonymous naira said...

Ahahahahah Wolney!
Essa Jaciara deve ser engraçadíssima!

Ei, ela cobra quanto pra ler a sorte??? rs

quinta-feira, 23 fevereiro, 2006

 

Postar um comentário

<< Home